terça-feira, 2 de agosto de 2016

desde que eu aprenda

O aprendizado vem com o tempo. Dia após dia tendo que acordar e enfrentar um gigante, tentando esquivar de tudo que possa te atingir e te fazer sofrer. Aprender que nem sempre as coisas seguem o planejado às vezes me frustra. Eu queria tanto que tanta coisa desse certo, e de repente tudo começa a desandar.
Nunca fui bom em lidar com perdas, sempre fui muito apegado ao que tenho e poucas vezes me imagino enfrentando a vida sozinho. Mas esse momento chega, acho que para todos.
Ter que desapegar de um sonho, de uma amizade, de um amor... ter que desapegar do nosso próprio eu, para, então, crescer. Acreditar que mesmo em meio a tanta coisa indo embora, virão coisas melhores. Novos horizontes surgirão, novas pessoas, novos amores, novas ideias...
A questão de tudo é, o quanto estamos dispostos a abrir mão?
Deixar ir não é fácil. Nada disso é. Mas quando se tem que conquistar um objetivo maior, grandes coisas precisam ser esquecidas. 
Ainda estou aprendendo a arte de deixar ir. Dia após dia abro mão de mim e de tudo que planejei. Tento não sentir saudade do que tenho e procuro amar o que está vindo. Seja qual for a consequência de tudo isso, alguma lição terei que tirar. 

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.