sexta-feira, 6 de março de 2015

umas anotações da vida

Sempre que tento começar um texto aqui, escrevo e apago a primeira linha, umas 3 vezes, no mínimo. Com o tempo vai surgindo ideias e as palavras vão fluindo. Mas confesso que começar é o mais difícil pra mim. rs. Quantas vezes tentei escrever sobre algo que estava em minha mente, mas não consegui expressar em palavras tudo que sentia...
Não sei se é falta de ideia, ou achar que nunca nada está bom o suficiente. Apesar deu gostar de escrever, muitas coisas, não publico. Algumas deixo em notas no iPhone, outras salvas aqui no blog.
Não que o texto esteja ruim ou algo do tipo, mas são coisas que ainda não senti vontade de compartilhar por aqui. A maioria escrevi em momentos tristes. Então... já imaginam meu receio de postar sempre coisas assim e acabar ficando na mesmice - o que já acho que de um tempo pra cá, está bem evidente. 
Mas eu não consigo esconder alguns sentimentos no momento da escrita. Seja alguma música ou texto, tudo que escrevo, tem tudo a ver com o que acontece comigo.
E por mais estranho que pareça, me sinto mais capaz de escrever, nos momentos de tristeza. Não importa o motivo, eu apenas escrevo. 
Minha inspiração vem de algumas coisas ruins que acontecem comigo. Mesmo em textos alegres.

Nem sempre o que posto aqui, segue uma ordem cronológica do que realmente acontece. Talvez um texto que eu solto aqui, seja de um mês, quem sabe... Não me importa muito. 
Mas geralmente, uso esse blog como um refúgio do que acontece. Seja ruim, seja bom... está tudo aqui.

2 comentários:

  1. Normal, cara. Bem normal. Sempre usei meu blog e textos, tumblr, twitter, essas coisas, pra desabafar mesmo. Faz bem. Mas sabe o que faz melhor ainda? Ter alguém pra quem desabafar tudo isso pessoalmente, tira um peso enorme das costas e você passa a encontrar inspiração em coisas mais alegres, devido o alívio que você sente. Falo por experiência própria!
    Abraço.
    http://filipemachado.zz.vc/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim.. ainda fico bem aliviado ao lembrar que tenho pessoas nas quais eu possa contar. não importa o que aconteça.
      isso que me dá um gás a mais, sabe...

      Excluir

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.