sábado, 28 de março de 2015

sobre fazer amizades ou ser anti-social

Conheço pessoas que por onde quer que passem, conseguem fazer com que todos se sintam atraídos e criam um circulo de amizade com uma facilidade que eu acho que nunca conseguiria.
Tenho que assumir que sinto um pouco de inveja disso (rs). Não tenho problemas mentais e nem pareço um idiota quando as pessoas falam comigo. Eu puxo assunto e permito que um diálogo agradável seja criado. Eu sei fazer amizades gente.
Um exemplo disso foi quando comecei a faculdade, na primeira semana já tinha um circulo de amizade formado e pronto. Ficou nisso. Não me importei em fazer amizade com mais ninguém.
Pra falar a verdade, as primeiras pessoas que me passam segurança são as que vou sempre conversar. Não me preocupo mais em ter que puxar assunto com pessoas diferentes pra não ficar andando sozinho por aí.
A maioria dos meus amigos, conheci através de amigos em comum. E assim fui conhecendo pessoas novas. Nunca fui de chegar em algum lugar desconhecido, passar algumas horas e já conseguir desenvolver um certa amizade algumas pessoas. Nesse caso, prefiro ficar na minha e pronto. Tenho um pouco de vergonha e medo de sair da minha zona de conforto.

Já fui vítima de pré julgamentos durante toda minha infância. Deixei de ter alguns relacionamentos saudáveis com muita gente, por culpa de pessoas que já criavam uma imagem minha (que não existia) para pessoas que nunca conversaram comigo. E isso me forçou a me assegurar em sempre andar com as mesmas pessoas. E foi assim até meu último ano do ensino médio.
Tive bons amigos na época de escola, mas tenho certeza que eu conseguiria ter feito mais amigos, se não fosse por esses motivos.
Queria eu, ter tido nessa época toda a segurança que tenho hoje. As coisas teriam sido bem mais fáceis.
Mas é assim mesmo, maturidade vem com o tempo. E por mais novo que eu seja, alguma coisa já aprendi. E aprendi a ter segurança de quem sou. Sei que sou uma pessoa legal. E se, por um acaso, você agir como um otário comigo, tudo bem. Quem está perdendo não sou eu, é você.

Isso não é prepotência da minha parte... é amor próprio.

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.