quinta-feira, 2 de outubro de 2014

e... chorar...

Talvez eu não tenha deixado muita coisa entre nós aquele dia.
E talvez eu não devesse ter dito que te amava, ter jogado aquele jogo, e agora, eu entendo.
Gostaria de tê-la de volta e beijá-la tanto e sentir suas mãos em mim.
Até que ambos possamos desabar... e chorar.

Talvez eu não tenha te dado seu espaço, antigamente. E talvez eu devesse ter me segurado um pouco mais, mas eu estava seduzido por você, eu não tinha noção o bastante para partir. Encantado demais para desconsiderar as palavras que você disse para me fazer seu.
Preciso abraçá-la até que ambos possamos desabar (eu deveria saber que você se cansaria de mim)... e chorar.

Meu amor, imprudentemente eu deixei cada célula em mim, tão nua em algum lugar do seu núcleo, abençoar nossas almas. Eu só precisava que nós dois, estou dizendo, tenho que dizer a verdade sobre isso tudo. Sim, eu acho que foi egoísta da minha parte esperar que eu estivesse qualificado para tê-la, mas esta noite tudo que quero fazer é abraçá-la até que possamos desabar e... chorar...



Cry - MC.

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.