sábado, 17 de novembro de 2012

vai um gole?

Além de tomar o chá, eu gosto de ler as embalagens. Me faz viajar imaginando cada cena proposta pelos publicitários.
Tudo isso tem um fundo de verdade. Por trás de tudo, sempre há aquela tranquilidade ao saborear um chá.
Quem gosta, sabe do que estou falando.

O ritmo do Chá de Erva-Doce é suave, cadenciado, macio. Gostoso como ficar sentado na sombra, vendo o dia passar. Doce desde o nome, a Erva-Doce não precisa se impor. Ela cativa. Porque a Erva-Doce tem aquela delicadeza sutil que ninguém é bravo o bastante para resistir.

Chá de Camomila é assim mesmo, fala baixinho, saboreando calmamente cada palavra. Para ele, rápido é coisa que só acontece em filmes de ação. Se o mundo passasse em câmera lenta, a Camomila ia ficar feliz, tão feliz que ia passar a tarde inteira na rede. Indo e vindo, até o dia cair bem tranquilo. 

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.