sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

pensar, escrever, tornar real...


Tantos sorrisos, tantas alegrias... Nada é capaz de descrever o que só o coração sabe.
Coração enganoso, assim você destrói a vida de quem quer ou tem um objetivo que, talvez, seja, aparentemente, conveniente para si.
Saber o que te espera daqui à 5 minutos é impossível, mas a dedução do agora seria capaz de encurtar o tempo, e quem sabe, saltar momentos que poderiam ser descartados, por responsabilidade do aprendizado diário.
É cômico, é triste, é previsível, é inesperado... Totalmente antagônico, mas faz parte da vida, faz parte do existir, do respirar.
Aprender a viver. Aí está o segredo que todos querem saber. Como viver de uma forma onde, quedas virem realmente aprendizados, e não clichês que todos vivem dizendo por aí.
E mais uma vez o interior surpreende, muda tudo dentro de você e te faz enxergar as coisas de uma maneira mais inteligente.
Futuro. Felicidade.
Palavras que deveriam andar juntas, que deveriam ser escritas numa mesma frase. Quem sabe a vida coloque frases benéficas ao sorriso sincero. Quem sabe esse esboço tão singelo de alegria, pudesse ser frequente e mais fácil de se tornar uma constância.
Mesmo calado, é possível falar, gritar...
Mesmo amando, é possível ser racional...
Mesmo tendo planos, é possível mudar o modo de enxergar as coisas e se tornar mais forte para, assim, continuar a caminhada rumo ao infindável.
O que é bom, poderia ser entregue ao infinito e mostrar o que realmente vale a pena na vida.
Talvez escrever nas linhas da imensidão, eternizasse o que me faz feliz.

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.