sexta-feira, 28 de outubro de 2011

E hoje estou aqui, meu Senhor, para te pedir perdão, me faça ver Tua luz outra vez e me guarde da escuridão...



E é sempre assim...
Sempre sofro com minha maldita imperfeição humana.
Como sou ingrato, como sou miserável e esmagadoramente imperfeito! Isso me machuca, me corrói, me domina, me massacra...
Canso de sentir-me mal, por tantas vezes ter negado o Seu sacrifício em minha vida. Sinto-me horrível por todas as vezes em que pequei e me esqueci completamente da humilhação sofrida por um Deus que não merecia se humilhar e tomar a minha maldição sobre seus próprios ombros, sentir a dor que eu deveria estar sentindo nesse momento e ter uma morte na qual eu era merecedor. Mas Ele escolheu me amar, lutar por mim até o limite em que a liberdade fosse a mim outorgada.
É completamente inconcebível que a minha tão pequena e curta vida valha o sangue de um Deus todo poderoso.
Não aceito o pecado em mim, não aceito o pecado em meu coração!! Quero ser fiel, quero ser o que o Senhor sonhou pra mim... Mas eu sou tão ingrato ao ponto de muitas vezes me entregar à minha natureza humana e... E pecar mais uma vez!

E, simplesmente, coloquei essa música porque torno todas as palavras ali ditas, as minhas.
É impreterível me humilhar perante quem, realmente, merece tudo de mim. Sei que não tenho nada a oferecer a Ti, mas o bem mais valioso que eu tenho, quero Te entregar; meu humilde coração.

0 comentários:

Postar um comentário

quem escreve

Minha foto
Rodolffo Saldanha
Estudante de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, 23 anos.
Visualizar meu perfil completo

o que já escrevi...

Rodolffo Saldanha. Tecnologia do Blogger.